Esta fotografia é uma metáfora visual. Simboliza o núcleo de Vida, entendendo-a como a Natureza, as Gentes e as suas Culturas, rodeados pela adversidade.

É um sinal e um clamor em memória dos povos da Peneda e do Gerês.



domingo, 18 de outubro de 2009

O que são parceiros locais para o PNPG?

O PNPG vem dizer hoje na comunicação social (JN, página 17 - Norte), que "foi entregue certificação a 17 agentes económicos locais, que a partir de agora poderão desenvolver as suas actividades integrados numa rede de parceiros económicos e comerciais de excelência".

Conforme vimos protestando há muito tempo, o PNPG quando quer beneficiar determinados "amigos", lá arranja o seu estratagema e consegue incluir como agente económico local nestes 17 estabelecimentos certificados, pasme-se:

- Oficina da Natureza, situada na Rua do Carrezido, 7, em Ponte de Lima - veja o mapa
- Waypoint, situada em Cume - Gândaras, Lousã - veja o mapa

Nós não temos rigorosamente nada contra a Oficina da Natureza, nem contra a Waypoint. Temos, isso sim, contra o PNPG porque escolheu um critério de selecção dos parceiros locais que lhe permitiu afastar aqueles de quem não gostam. Só como exemplo, as duas freguesias que mais são castigadas pelo PNPG e que mais vão sofrer com a implementação da Wilderness area, Campo do Gerês e Vilar da Veiga (Gerês), apenas tiveram pré-seleccionados 4 estabelecimentos, dos quais dois aderiram. O estratagema de usar Parques Com Vida revela-se uma fraude neste processo. Veja aqui quem foi pré-seleccionado dentro do PNPG e tire as suas conclusões.

Fazemos um desafio público a quem conhece o PNPG e particularmente o Gerês - verifique se as empresas de animação, os hoteis, pensões, parques de campismo, restaurantes e pontos de venda que costuma frequentar e de quem é cliente estão agora certificados? É claro que não, mas nem por isso deixarão de prestar o serviço a que está habituado.
Contrariamente ao que Pan Parks pretende, a entidade que procedeu à certificação dos parceiros locais fez um mau trabalho e não é credível (desenvolve actividades de duvidosa legalidade e não lhe reconhecemos competência nesta matéria). Por isso, a certificação Pan Parks que agora foi concedida, só por si, não é garante de qualidade e vai enganar os turistas em muitos casos.

"Who are local PAN Parks partners?
Local businesses are certified, based on environmental standards and their commitment to wilderness protection. Local PAN Parks partners, offering high-quality facilities and working together with the park, are recognized by the PAN Parks logo; this guarantees that your visit contributes to the protection of nature. These partners are knowledgeable about the park and help visitors discover wilderness firsthand. They offer exciting activities to enable visitors to have a unique experience of European wilderness!"


E é com estas pessoas que vamos ter de discutir agora, já a partir do dia 21 de Outubro, o novo plano de ordenamento do PNPG, que como bem sabeis, vai trazer, disfarçadamente, as tais imposições para garantia da Wilderness area.

O PNPG não pode vir agora desculpar-se com a ADERE PG (associação privada) e que as Câmaras Municipais aceitaram a estratégia delineada. É o ICNB, através do seu órgão DGACN, quem usa os dinheiros públicos em benifício de alguns agentes económicos privados, criteriosamente escolhidos. É altura de questionarmos também os nossos autarcas se estão de acordo com o que se está a passar no território (aqui, território significa apenas dentro do perímetro do PNPG e não o do Municipio e muito menos o de Ponte de Lima ou da Lousã, pois esse é escandaloso e esperamos se oponham rápidamente a esta fraude).

A corte do boi cada vez se revela mais necessária para reflexão e terapia de algumas maleitas. No passado, produziu milagres, bastava fazer-se sentir o cheiro do estrume e da bosta do boi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário