Esta fotografia é uma metáfora visual. Simboliza o núcleo de Vida, entendendo-a como a Natureza, as Gentes e as suas Culturas, rodeados pela adversidade.

É um sinal e um clamor em memória dos povos da Peneda e do Gerês.



quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Relatório Síntese Diagnóstico é uma fraude

Queremos denunciar aqui, mais uma vez, a fraude que é o Relatório Síntese Diagnóstico, nomeadamente a falta de critérios técnicos na aplicação dos inquéritos, a falta de imparcialidade do investigador, a instrumentalização do estudo (através da tentativa de moldar pensamentos e atitudes das populações locais) numa lógica de educação das populações locais e a limitada significância da amostragem, conforme parecer do Professor Fernando Lindon. Este Ilustre Professor demonstra que esse mesmo Relatório (Síntese Diagnóstico) realizado pelo PNPG e que fundamenta as medidas agora preconizadas está viciado e não deve ter validade, até porque, além do mais, vem demonstrar que o PNPG revela graves limitações ao nível da sua organização estrutural e funcional, não podendo, essas mesmas limitações, contribuir para o prejuízo do potencial de subsistência das populações locais.
Veja aqui o parecer

Comentários anónimos

Independentemente do seu conteúdo, no futuro serão rejeitados todos os comentários anónimos.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

"AH! Afinal o "bicho" não gosta de pinheiro

Noticia publicada no Correio do Minho em 25Jul09
Não! Essa rapaziada, que hoje são "técnicos" do Parque Nacional ou do ICNB, não está enganada, e muito menos foi desprezada pelos seus superiores... a verdade é esta! O bicho da madeira não gosta de pinheiro.Veja-se o que se passa na Mata da Albergaria...
Até apetece brincar... Há meses todos os meios de comunicação social a correr para o Gerês para ver e mostrar um incêndio ao país inteiro, pediu-se que fizessem umtrabalho sério para salvar o Parque Nacional, mas em vão. Foram-se embora com as "câmaras às costa" à procura de mais miséria... É lamentável, é por isso que tantos deixamos de crer... mas é também por isso que alguns destes tantos vão arranjar formas de se ouvir e de correr com o que não presta.O que se está a passar hoje na Mata da Albergaria ninguém quer ver!!??? Um incêndio que não se quis extinguir, dá agora lugar ao corte raso do pinhal (silvestre e maritimo) e à destruição de manchas florestais importantes.Onde estará a vergonha dos tais técnicos que a nós naturais nos dizem que não podemos recolher lenhas mortas a bem do reequilibrio do(s) ecossistema(s). Porque não têm a coragem de se manifestar contra o que está a acontecer? Talvez não tenham conhecimento... Ou vão demonstrar-nos que o "bicho" não come madeira de pinho e ainda que o pica pau pode partir o bico no carvão...Exijo que esta rapaziada me convença...Ao senhor director das áreas protegidas do norte exige-se um pedido de desculpa público por aquilo que estão a fazer à Mata da albergaria.Á comunicação social exije-se um trabalho sério e lembrar que podem, se quiserem, fazer muito pelo parque nacional, seguramente venderiam mais jornais... A esta comunicação social pede-se que venha já ver o que está a acontecer e que fique atenta ao que se passa a seguir..."Publiquem se quiserem...
Filipe Pires

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Reunião dia 30 de Outubro

No dia 30 de Outubro, pelas 20h00, na sede da Junta de Freguesia de Vilar da Veiga, reunirá a Comissão Peneda Gerês Com Gente para analisar os documentos postos à discussão pública do POPNPG.
São muitas as normas que atacam os direitos das populações locais. Só para ter uma pequena ideia do que nos aprontam:
- Sabia que para poder visitar as partes mais bonitas da sua terra não pode viver nela, terá de emigrar? - artº 4º, alínea aa), artº 12º, nº 1, alínea e) e artº 14º, nº 1, alínea f)
- Sabia que vai ser proibido voltar a levar o gado para os currais que foram abandonados temporariamente? - artº 28º, nº 3

Infelizmente, há muito mais!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Discussão publica POPNPG

Estão disponíveis para discussão publica os documentos do POPNPG e podem ser consultados no site do ICNB, neste link.

Caso queira apenas ver a proposta de regulamento, clique aqui.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

PNPG pode perder certificação Pan Parks

Zoltan Kun, admite expressamente no site oficial Pan Parks que o PNPG pode perder a classificação que lhe foi atribuida:
4. PAN Parks Certification can also be lost.

Na conversa que teve com a delegação da Comissão, deu um exemplo de um Parque Nacional Polaco que não foi certificado porque o seu Director não queria ouvir as populações locais.

Sr. Director Lagido Domingos, reflicta bem no que nos quer fazer. A responsabilidade da eventual desclassificação será sua e dos seus técnicos, pois nunca soubera lidar com as pessoas nem com o território!

domingo, 18 de outubro de 2009

O negócio das mimosas

Revelamos agora um dos negócios feitos à custa do território - as mimosas.
Nos últimos anos, o PNPG gastou 744.831,00€, a brincar com as mimosas.
Na Carta Aberta, já demos recomendações sobre a forma de proceder, caso se queira trabalhar a sério.
Veja aqui o relatório oficial.

Brevemente, mostraremos outros desmandos.

O que são parceiros locais para o PNPG?

O PNPG vem dizer hoje na comunicação social (JN, página 17 - Norte), que "foi entregue certificação a 17 agentes económicos locais, que a partir de agora poderão desenvolver as suas actividades integrados numa rede de parceiros económicos e comerciais de excelência".

Conforme vimos protestando há muito tempo, o PNPG quando quer beneficiar determinados "amigos", lá arranja o seu estratagema e consegue incluir como agente económico local nestes 17 estabelecimentos certificados, pasme-se:

- Oficina da Natureza, situada na Rua do Carrezido, 7, em Ponte de Lima - veja o mapa
- Waypoint, situada em Cume - Gândaras, Lousã - veja o mapa

Nós não temos rigorosamente nada contra a Oficina da Natureza, nem contra a Waypoint. Temos, isso sim, contra o PNPG porque escolheu um critério de selecção dos parceiros locais que lhe permitiu afastar aqueles de quem não gostam. Só como exemplo, as duas freguesias que mais são castigadas pelo PNPG e que mais vão sofrer com a implementação da Wilderness area, Campo do Gerês e Vilar da Veiga (Gerês), apenas tiveram pré-seleccionados 4 estabelecimentos, dos quais dois aderiram. O estratagema de usar Parques Com Vida revela-se uma fraude neste processo. Veja aqui quem foi pré-seleccionado dentro do PNPG e tire as suas conclusões.

Fazemos um desafio público a quem conhece o PNPG e particularmente o Gerês - verifique se as empresas de animação, os hoteis, pensões, parques de campismo, restaurantes e pontos de venda que costuma frequentar e de quem é cliente estão agora certificados? É claro que não, mas nem por isso deixarão de prestar o serviço a que está habituado.
Contrariamente ao que Pan Parks pretende, a entidade que procedeu à certificação dos parceiros locais fez um mau trabalho e não é credível (desenvolve actividades de duvidosa legalidade e não lhe reconhecemos competência nesta matéria). Por isso, a certificação Pan Parks que agora foi concedida, só por si, não é garante de qualidade e vai enganar os turistas em muitos casos.

"Who are local PAN Parks partners?
Local businesses are certified, based on environmental standards and their commitment to wilderness protection. Local PAN Parks partners, offering high-quality facilities and working together with the park, are recognized by the PAN Parks logo; this guarantees that your visit contributes to the protection of nature. These partners are knowledgeable about the park and help visitors discover wilderness firsthand. They offer exciting activities to enable visitors to have a unique experience of European wilderness!"


E é com estas pessoas que vamos ter de discutir agora, já a partir do dia 21 de Outubro, o novo plano de ordenamento do PNPG, que como bem sabeis, vai trazer, disfarçadamente, as tais imposições para garantia da Wilderness area.

O PNPG não pode vir agora desculpar-se com a ADERE PG (associação privada) e que as Câmaras Municipais aceitaram a estratégia delineada. É o ICNB, através do seu órgão DGACN, quem usa os dinheiros públicos em benifício de alguns agentes económicos privados, criteriosamente escolhidos. É altura de questionarmos também os nossos autarcas se estão de acordo com o que se está a passar no território (aqui, território significa apenas dentro do perímetro do PNPG e não o do Municipio e muito menos o de Ponte de Lima ou da Lousã, pois esse é escandaloso e esperamos se oponham rápidamente a esta fraude).

A corte do boi cada vez se revela mais necessária para reflexão e terapia de algumas maleitas. No passado, produziu milagres, bastava fazer-se sentir o cheiro do estrume e da bosta do boi.

sábado, 17 de outubro de 2009

Parque Nacional fecha-nos a porta! Pan Parks abre-nos uma janela!


Peneda Gerês National Park closed the door! Pan Parks open a window to us!
(This is the complaint we gave to Zoltán Kun, in Castro Laboreiro)


Cerimónia à porta fechada, foi a justificação dada pelos responsáveis do PNPG e de Pan Parks, para impedir a delegação do Movimento Peneda Gerês Com Gente de assistir à cerimónia de entrega de certificados, apesar de lhes garantirmos não perturbar a cerimónia e de apenas entregarmos o protesto no final. Não nos surpreendeu tal atitude, considerando que todo o processo foi feito assim, à porta fechada.
Porém, após a cerimónia e depois de lhe explicarmos os motivos do nosso desagrado, o Director Executivo de Pan Parks, Zoltán Kun, recebeu-nos e escutou-nos muito atentamente, dando-nos a certeza de que Pan Parks vai analisar as nossas reclamações e procederá a uma reavalição do processo de certificação caso se venha a revelar necessária. Pan Parks não quer conflitos com os nativos!
Nos próximos dias vamos preparar um reclamação formal que será enviada a Pan Parks, à Europarks, Comissão Europeia e Parlamento Europeu.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Pan Parks condiciona opiniões

Hoje, dia 16 de Outubro, pelas 14h00, celebra-se em Castro Laboreiro a adesão a Pan Parks e também dos agentes económicos eleitos criteriosamente, de acordo com um regulamento secreto, de natureza privada, num serviço que se diz público e funciona com dinheiros públicos.
Para os que são de dentro do perímetro do PNPG, vai o nosso aplauso e o desejo de muito sucesso nesta oportunidade de negócio.
A organização Pan Parks, no seu site oficial, noticiou este evento em http://www.panparks.org/media/news-archive/175 e mal se apercebeu do aparecimento de opiniões desfavoráveis, tratou de bloquear o acesso ao site.
Daqui o nosso protesto.

Dears Pan Parks friends, here you can get local people opinion about Peneda Geres Nationa Park

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Agora a luta é a sério

Os nossos “amigos” do PNPG esperaram pelo rescaldo das eleições autárquicas (alguns autarcas tinham receio destes temas durante a campanha eleitoral), para, sorrateiramente, lançarem a ofensiva final contra as populações da Peneda Gerês.

E a ofensiva é de tal dimensão e propósito que será muito difícil de suster. Só com muito sacrifício e a união entre todos conseguiremos cumprir o dever de defender a nossa terra. Senão, vejamos:

1. Negócio Pan Parks
Está neste momento a decorrer uma conferência de Pan Parks, em Castro Laboreiro, com um momento marcante para os agricultores, os pastores e até os empresários do turismo locais. Na 6ª feira, dia 16, pelas 14h00, vão celebrar a certificação dos parceiros locais escolhidos para receber os famosos turistas do Norte da Europa, cheios de dinheiro. Algum de vós conhece esses agentes locais? É alguém da vossa família? É alguém da vossa terra? Porque é que são de fora do território e até da região? Porque é que o PNPG, com este Director dialogante nos excluiu desta oportunidade?
Por outro lado, vamos ser nós, proprietários de terrenos dentro do PNPG, que vamos sofrer as restrições e ser perseguidos para garantirem o negócio àqueles senhores.
Estaremos dispostos a aceitar as proibições no pastoreio e nos nossos usos e costumes?
É claro que não, e por isso vamos opor-nos com toda a força!
Veja aqui o programa da visita. Não deixa de ser curioso o facto de o terem escondido e só nos ter sido possível aceder a ele através de entidades estrangeiras. Mas que grande dialogante é o Sr. Director!

2. Discussão pública do Plano de Ordenamento
Mais uma surpresa! Foi publicado o aviso da discussão pública do novo grilhão das populações da Peneda Gerês. Até os senhores autarcas foram surpreendidos com esta manobra!
Temos de agir rapidamente, concertando posições, chamando toda a gente a participar, a analisar o que nos querem fazer sofre nos próximos 10 anos!
Vamos esmiuçar aqui neste blogue as normas que nos querem impor.
Veja aqui o aviso.

3. Novas taxas para aplicar às populações
Uma certidão de um documento num processo administrativo custa 125,00 euros!
Um parecer para construir no que é nosso, só porque está dentro do parque custa pelo menos 200,00 euros?
É um roubo!
Veja aqui a nova Portaria
Compare com a Portaria antiga. É interessante, não é?

Antigamente, quando pessoas indesejadas teimavam em prejudicar-nos, eram metidas na corte do boi até perceberem que estavam a fazer mal! Como outras, talvez seja mais uma tradição que temos de retomar.
Temos de travar estes “amigos”!